Mensagens

Share

Mãos

“Quem a si mesmo se exaltar será humilhado; e quem a si mesmo se humilhar será exaltado.” Mateus 23.12 (ARA)

Que neste dia tenhamos bem firmado em nossos corações que a glória própria, que esvazia e invalida qualquer serviço cristão, não pode fazer parte de nossas atitudes. Jamais podemos afirmar presunçosamente, com relação a um ministério, que “isso fui eu que fiz”, porque tudo vem de Deus, que nos concede o privilégio de sermos usados para que Ele alcance outros para a Sua glória. Nossas ações só poderão vir a receber recompensa caso não visem qualquer recompensa, por isso lembremos o que Jesus nos ensinou em Mateus 6.3 (ARA): “…ignore a tua mão esquerda o que faz a tua mão direita”.

0
0

Armas Invencíveis

“É claro que somos humanos, mas não lutamos por motivos humanos. As armas que usamos na nossa luta não são do mundo; são armas poderosas de Deus (…). E assim destruímos ideias falsas e também todo orgulho humano que não deixa que as pessoas conheçam a Deus…” 2 Coríntios 10.3-5 (NTLH)

Todos os que somos de Cristo vivemos um paradoxo: estamos no mundo, mas não somos do mundo, como Jesus também não era, e assim afirmou em João 17.15, porque “sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno”, nas palavras do apóstolo em 1 João 5.19. Por isso hoje, e enquanto aqui estivermos, deveremos travar permanente batalha espiritual contra as forças do mal que defendem falsas doutrinas, lutando com as armas invencíveis de Deus: a Palavra da Verdade, a oração, as revelações em nós do fruto do Espírito, a fé, a esperança nas Suas promessas e o agir poderoso do Espírito Santo!

0
0

Vontade Irresistível

“Então o SENHOR Deus fez crescer uma planta por cima de Jonas, para lhe dar um pouco de sombra (…). Mas no dia seguinte, quando o sol ia nascer, por ordem de Deus um bicho atacou a planta, e ela secou.” Jonas 4.6-7 (NTLH)

Na história de Jonas, tudo obedeceu à vontade de Deus – o vento, o peixe, a planta, o verme – tudo menos o profeta, da mesma forma que toda a Criação O obedece, menos o homem. Jonas tentou de todas as formas fugir de Deus e satisfazer seu próprio desejo, mas o Senhor o trouxe de volta, pois a Sua vontade irresistível, perfeita e soberana sempre prevalece. Que nos rendamos maravilhados, hoje e sempre, à extraordinária sabedoria divina, que usa não apenas as bênçãos, mas também as provações para forjar nosso caráter cristão e nos dar a experiência indispensável para sermos cooperadores úteis na Sua Obra.

0
0