Mensagens

Share

PALAVRA JULGADORA

“… Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o coração…”. Salmos 95.7-8 (ARA)

Diante da Palavra de Deus as pessoas externam aceitação ou rejeição, e na parábola do semeador Jesus exemplifica, com os diferentes tipos de solo sobre os quais as sementes caíram, as reações que as pessoas manifestam à Sua Palavra. Nesse dia certifiquemo-nos de que temos ouvido e aplicado os ensinamentos de Jesus para construirmos com sabedoria nossa vida sobre fundações inabaláveis, e assim resistirmos íntegros às tempestades da adversidade e do julgamento, ao contrário daquele que O rejeita, a quem Ele se dirige em João 12.48: “… a própria palavra que tenho proferido, essa o julgará no último dia”.

0
0

NÃO IMPORTAM AS CIRCUNSTÂNCIAS

”Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos”. Filipenses 4.4 (ARA)

Apesar de estar na prisão, à espera da morte quase certa, Paulo ainda tinha ânimo para exortar os filipenses a alegrar-se em Cristo, porque a alegria do cristão deve independer daquilo que o mundo oferece ou impõe, uma vez que tem origem na contínua presença de Jesus em seu coração. Alegremo-nos hoje copiosamente, pois, pelo fato de O amarmos verdadeiramente, estaremos sempre felizes por estarmos junto dEle, não importam as circunstâncias que nos rodeiem. E o motivo adicional para jamais perdermos nossa alegria é que nunca perderemos a Jesus Cristo!

0
0

SEMEADURA E COLHEITA

“Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. Gálatas 6.7 (ARA)

A lei da semeadura e da colheita é implacável, e durante toda a vida, porém mormente ao seu final, quando os pratos da balança se equilibrarem com meticulosa justiça, colheremos o que semeamos. Se nos deixarmos levar por atitudes contrárias à Palavra de Deus, não podemos esperar retorno que não seja marcado por angústias e tribulações; porém, se nos mantivermos no caminho que leva a Cristo, firmes na fé e na obediência à Sua vontade, Deus nos recompensará prodigamente. Por isso, hoje e todos os dias, lembremos que Deus perdoa um coração contrito, mas os efeitos do pecado não podem ser apagados!

0
0