Mensagens

Share

Tormentas da Vida

“Pois tu tens sido o meu refúgio, uma torre forte contra o inimigo.” Salmos 61.3 (ARA)

Os ventos das provações sopram com frequência sobre nós em nossa peregrinação terreal, muitas vezes com a violência de tempestades, levando de roldão tudo o que encontram pela frente. Coisas que pareciam inabaláveis são lançadas por terra, e nossa confiança tende a cair com elas. Mas pela graça temos o nosso lugar de refúgio intransponível, a rocha inabalável que é Cristo, em quem podemos nos abrigar seguros contra os ataques do inimigo. Se hoje estamos sendo abalados pelas tormentas da vida, confiemos nEle, entreguemo-nos em Seus braços poderosos e descansemos em aprazível serenidade!

0
0

Reconciliação

“… Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não lançando em conta os pecados dos homens, e nos confiou a mensagem da reconciliação.” 2 Coríntios 5.19 (NVI)

Se existisse uma única palavra capaz de definir o ministério de Jesus em sua primeira vinda, esta seria reconciliação: de Deus com o homem, do homem com Deus, do homem com seu semelhante e do homem consigo próprio. Na cruz Jesus venceu o pecado e a morte, e agora nada pode nos afastar do Seu amor infindo e incondicional, nem mesmo a extinção do nosso corpo físico. Hoje estejamos certos de que – apesar de nossa capacidade inata de praticar o mal – tal como aconteceu com tantos heróis bíblicos da fé, pela graça de Cristo até mesmo nossas más tendências poderão ser convertidas em bem!

0
0

Amar e Perdoar

“Amai, porém, os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem esperar nenhuma paga; será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo. Pois ele é benigno até para com os ingratos e maus.” Lucas 6.35 (ARA)

A Palavra de Deus afirma que existe uma relação estreita e inextricável entre amor, compaixão e perdão, e Jesus nos ensina que a marca distintiva que nos identifica como filhos de Deus é a disposição de amar e perdoar os nossos inimigos, o que, ademais, garante a saúde da nossa alma. No dia de hoje estejamos certos de que – mesmo que se em momentos extremos amar e perdoar nos pareça estar além de nossa capacidade humana – em Cristo, no Calvário, onde Ele perdoou o que era imperdoável, encontraremos a condição necessária e suficiente para perdoarmos as ofensas que nos foram causadas.

0
0