Mensagens

Share

Graça Mais Preciosa

“Então, regressaram os setenta, possuídos de alegria, dizendo: Senhor, os próprios demônios se nos submetem pelo teu nome!” Lucas 10.17 (ARA)

Como discípulos de Jesus, que hoje nos inunde o coração a premissa essencial de que a nossa alegria não deve residir em qualquer tipo de poder, dom ou benesse que o Senhor eventualmente nos conceda, que de nada servirão se não forem utilizados unicamente para a Sua honra e glória. Incomparavelmente mais precioso que possuir todas as dádivas da graça é a própria graça de Deus, derramada sobre aqueles “cujos nomes estão inscritos no Livro da Vida do Cordeiro”, motivo da maior das alegrias que poderemos ter e da gratidão indizível a Cristo Jesus pela certeza inequívoca da nossa bendita salvação!

0
0

O Plano é dEle

“…Tens compaixão da planta que te não custou trabalho, a qual não fizeste crescer (…); e não hei de eu ter compaixão da grande cidade de Nínive, em que há mais de cento e vinte mil pessoas, que não sabem discernir entre a mão direita e a mão esquerda, e também muitos animais?”  Jonas 4.10-11 (ARA)

Jonas havia relutado muito em obedecer a Deus porque receava que indo a Nínive pregar a conversão dos ninivitas, o que evitaria a destruição da cidade, havia o risco – que ele não pretendia correr – de que se arrependessem e fossem perdoados. Afinal tratava-se de inimigos, que na ótica de Jonas não mereciam perdão, pretendendo assim ensinar a Deus quem deveria ser perdoado e quem não deveria. Que neste dia não sejamos como Jonas, e preguemos o Evangelho da salvação de Jesus Cristo a quem quer que seja, não fazendo acepção de pessoas, pois só o Soberano e Misericordioso Deus sabe quem deve ser salvo.

0
0

Preto no Branco

“Quem afirma estar na luz mas odeia seu irmão, continua nas trevas.” 1 João 2.9 (NVI)

Hoje Jesus nos mostra que é simples assim: preto no branco. Ou amamos nosso irmão ou o odiamos, não há neutralidade. Como afirmou o teólogo inglês Brooke Westcott, “a indiferença é impossível, não há meias tintas no mundo espiritual”. Alguns crentes defendem o amor pelos perdidos de terras distantes, mas detestam o vizinho do lado; outros pregam o amor por outras nações, porém vivem em conflito com os familiares. O Senhor, no entanto, deseja que vejamos o nosso próximo como nosso irmão, com amor, fazendo nossos os seus interesses, servindo-o e alegrando-nos na comunhão com ele.

0
0