Mensagens

Share

Insistente Súplica

“… me ponho de joelhos diante do Pai, de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra”. Efésios 3.14-15 (ARA)

Nosso mundo corrompido pelo pecado expõe a todo instante suas entranhas em processo galopante de desintegração e divisão – seja entre nações e no interior delas, seja entre os homens e dentro deles – e a única expectativa de cura e paz está na unicidade em Jesus Cristo. Só através dEle a regeneração de toda a criação e do homem será possível, e isto quando a Igreja, o Seu corpo, cumprir plenamente o IDE, levando o Evangelho da graça a todas as nações. Por isso neste dia ajoelhemo-nos perante Deus Pai em insistente súplica, e oremos como Paulo, em incontido anseio pela glória que nos está prometida!

0
0

Deus de Vivos

“Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.” 1 Coríntios 15.19 (ARA)

Se a ressurreição de Jesus fosse inverídica, a pregação do Evangelho seria uma farsa, aqueles que morreram crendo nela foram iludidos, e os cristãos não teriam qualquer esperança quanto ao futuro. Em suma, o ódio humano teria vencido o amor de Deus, e a mentira teria sobrepujado a verdade. Mas nós, que cremos nas infalíveis promessas de Deus, hoje estamos – e para sempre estaremos – confiados nas palavras categóricas do Mestre em Mateus 22.31-32: “… não tendes lido o que Deus vos declarou: Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó? Ele não é Deus de mortos, e sim de vivos”!

0
0

Vai, e não Peques Mais

“… Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra”. João 8.7 (ARA)

Os escribas e fariseus colocaram Jesus ante um dilema malicioso: se apoiasse o apedrejamento, como a lei judaica prescrevia, iria contra Seu divino caráter e contra a lei romana; se decidisse pelo perdão à mulher adúltera, iria contra a lei de Moisés. Então Jesus fez com que sua astúcia se voltasse contra eles próprios, ao fazer a afirmativa acima, parte da passagem contida nos versos 3-11, que hoje nos mostra três importantes lições: só quem está livre de erros pode emitir juízo sobre as faltas alheias, a atitude para com quem cometeu um engano deve ser de misericórdia, e todos merecem uma segunda oportunidade.

0
0