agosto 2020

O TEMPO DE DEUS

“Não os expulsarei num ano só; se eu fizesse isso, a terra ficaria deserta, e os animais selvagens se tornariam numerosos demais, prejudicando vocês”. Êxodo 23.29 (NTLH)

Nosso parco entendimento não consegue alcançar os infinitamente elevados propósitos de Deus, e muitas vezes achamos que Seu agir está se delongando. Sim, Ele poderia, se quisesse, fazer uma intervenção imediata, mas isso não seria bom para nós, porque nosso aprendizado sempre se dá através do sofrimento e da luta para obter algo. E o Senhor, não raro, além de desejar que sejamos cooperadores nas ações que empreende, nos propicia períodos de espera para o exercício da fé, da paciência e da perseverança. Neste e em todos os dias, tudo o que é perfeito acontecerá no tempo de Deus, segundo a Sua onisciência, o Seu poder e a Sua graça!

Share
0
0

GALARDÕES PROMETIDOS

“Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus…”. Mateus 5.12 (NVI)

Perseguições são parte integrante da vida do verdadeiro seguidor de Cristo, e nenhum de nós está livre de sofrer com elas. Quando intensas e extensas, provocam em nós vazios difíceis de preencher, e somente Jesus pode ocupar plenamente o vácuo que se criou em nosso coração, aliviar a dor, nos sustentar e restaurar. Se hoje estivermos sofrendo com alguma injustiça, através da oração permitamos que o Senhor venha em nosso socorro, pois só Ele pode mitigar as dores espirituais dos Seus e prover a força de que necessitamos para perseverar, concedendo-nos então, na vida por vir, os galardões prometidos!

Share
0
0

OBEDIÊNCIA A DEUS

“Quando o Senhor passar pela terra para matar os egípcios, verá o sangue na viga superior e nas laterais da porta e passará sobre aquela porta; e não permitirá que o destruidor entre na casa de vocês para matá-los”.  Êxodo 12.23 (NVI)

Talvez a maior dificuldade da vida cristã seja a obediência a Deus. Naquela noite da primeira Páscoa no Egito, os hebreus não duvidaram, não questionaram: simplesmente fizeram o que o Senhor ordenara, e assim foram libertos de mais de 400 anos de escravidão. Que hoje façamos uma retrospectiva de nossas vidas e, se preciso for, estabeleçamos um ponto de inflexão de nossa trajetória terreal e passemos a obedecer fielmente a Deus preparando-nos para a nova vida, buscando sempre, como Paulo nos exorta em Colossenses 3.1, “… as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus”.

Share
0
0