outubro 2019

HABITAÇÃO PERMANENTE

“… habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor…” Efésios 3.17 (ARA)

Cristo vem habitar em nossos corações – tomando conta de nossa razão, de nossa consciência e de nossa vontade – se cremos nEle, se entregamos nossa vida em Suas mãos, se fazemos dEle o centro de nossa existência, e tudo isso acontece pela fé, quando nossa vida está solidamente determinada e configurada  pelo amor a Deus e ao próximo. É dessa forma que somos fortalecidos com o poder do Espírito Santo, por isso, que hoje permitamos – com muito júbilo e gratidão – que Cristo se aproprie totalmente de nosso homem interior, fazendo em nós a Sua habitação permanente!

Share
0
0

INQUEBRANTÁVEL COMUNHÃO

“Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou. Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito”. Colossenses 3.13- 14 (NVI)

Como cristãos, fomos ressuscitados com Ele, e devemos a todo momento demonstrar que somos novas criaturas, que vivemos uma nova vida nEle. Se ainda não o temos feito consistentemente, comecemos hoje, suportando e perdoando a todos aqueles que de alguma forma praticaram o mal contra nós, jamais esquecendo que fomos perdoados por Jesus de atitudes talvez mais danosas que as de que fomos vítimas. Acima de tudo, porém, esteja nos movendo entre os irmãos o amor ágape, o amor que expressa a verdadeira santificação, o único vínculo que poderá nos manter em inquebrantável comunhão!  

Share
0
0

JUÍZO SEM PRIVILÉGIOS

“Portanto, és indesculpável, ó homem, quando julgas, quem quer que sejas; porque, no que julgas a outro, a ti mesmo te condenas; pois praticas as próprias coisas que condenas”. Romanos 2.1 (ARA)

Enxergar as falhas dos outros, julgá-los e condená-los é sempre muito fácil, mas quem confia na própria justiça não reconhece a sua inata necessidade da graça de Deus. Infelizmente, até entre os crentes essa conduta é comum, o que é muito grave, porque estes, por conhecerem a Palavra de Deus, sabem que trata-se de algo inaceitável perante o Senhor. Que hoje tenhamos em mente que a justiça de Deus não admite privilégios: todos seremos julgados pelos atos que praticarmos, os injustos de todas as nações receberão condenação, enquanto os justos, não importa de onde sejam, serão glorificados!

Share
0
1