julho 2016

O Supremo Amor

Imaginemos um amor diferente de tudo o que conhecemos. Indescritível, imenso, total, inigualável, perfeito. Um amor que não se sente, mas que se vive, do qual se faz parte integral, que não admite racionalizações como o amor que vivenciamos no mundo, um amor sobre o qual não é possível tecer conceitos, definições ou avaliações, que vai muito além de qualquer sentimento ou compreensão humana. Não é algo que está fora de nós, mas também não está no nosso interior.READ MORE

Share
0
0