abril 2015

Os Caras Entravam de Sola!

Por Luca Martini

Sinceramente, tô cansado de ver textos e mais textos sobre o que o cristão pode ou não pode fazer, o que é pecado ou não é, se eu posso ou não posso ir, posso ou não posso me vestir desse jeito ou daquele, faço ou não faço!
Cara, essa não é a grande questão da vida, e não é sobre isso que quero falar.

Não que não seja importante, mas não é o mais importante para mim. Mas sobre isso quero falar em um outro post.
Será mesmo que o cristianismo é só sobre isso, poder ou não alguma coisa? Será que essa era a conversa da galera do fundão lá na Galileia?

Olhando pra trás, lá bem para o passado, o que era que impulsionava aqueles caras?

Tá, você me fala : O Espírito, né Luca!
Tá bom, sim, o Espírito. Mas o mesmo Espírito está hoje aqui, e só se liga na diferença!

Certeza que não era o sonho da casa própria nem do carro do ano, no máximo “neguim” pedia um camelo para não cansar tanto as pernas. Existia algo muito maior que uma promessa terrena que motivava aquele pessoal, não poderia ser desse mundo e nem para esse mundo!

Brother Paulo já mandava a letra “Ora, se a nossa esperança em Cristo se restringe apenas a esta vida, somos os mais miseráveis de todos os seres humanos” (1 Coríntios 15.19).

Ninguém parava para se importar com o próprio umbigo.
E se passarmos fome? E se morrermos? E se eu ficar dodói? Vou fazer biquinho? Chamar mamãe?
Noops, olhavam para o Alvo e deixavam o pau quebrar! O que vier é sempre lucro se for por Jesus.

Os caras entravam de sola : “Mas de nada faço questão, nem tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus” (Atos 20.24).

Você consegue ver? Tinha uma gasosa aditivada correndo na veia dessas caras! Não olhavam pra direita e nem pra esquerda, só tinham uma direção, coração disparava com a promessa do Grande Dia!

Tá, tá certo, ainda não tomei pedrada e nem umas chicotadas, tá bom, só foi um xingo ou outro que recebi por Jesus! Mas meu coração tá gritando: VEM “NIMIM”

Só uma coisa movia aqueles homens, só uma coisa faria a vida ter sentido, e isso era o reencontro com seu melhor Amigo, o Grande Dia brilhava nos olhos dos Apóstolos! E é por isso que falamos sobre esses caras até os dias de hoje!

Share
0
0

Comemoração da Páscoa

Por Diná Raquel Daudt da Costa

Páscoa, passagem
Para que?
Para onde?
Para a libertação
Liberdade para os oprimidos
Liberdade da escravidão.

O caminho longo,
Os pés cansados,
E a interrogação
Até quando?
Quarenta anos de peregrinação.

Mas, Páscoa também é ressurreição!
Passagem da morte para a vida
Da ignorância para o saber
Do negativo para o positivo
Da infância para a vida adulta.

É abertura para o novo,
O diferente…
É a quebra dos preconceitos
Que nos amarram, escravizam!
Enfim, Páscoa é quebrar as couraças
Sair da casca,
É abrir o peito
Acolher o outro.

Nesta Páscoa abra os braços
Dê um abraço.
Humanize o coração!

Share
0
0